Governo do Rio de Janeiro Rio Poupa Tempo na Web Informação Pública
Acessibilidade na Web  Aumentar letra    Diminuir letra    Letra normal
Início :: Parceiros :: ONS :: Sobre a empresa

Parceiros

Destaques Sobre o parceiro Projetos Notícias Site do parceiro
Sobre o parceiro
ONS

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) é uma pessoa jurídica de direito privado, sob a forma de associação civil, sem fins lucrativos, criado em 26 de agosto de 1998. É responsável pela coordenação e controle da operação do Sistema Interligado Nacional (SIN), sob a fiscalização e regulação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para o exercício de suas atribuições legais e o cumprimento de sua Missão institucional, desenvolve uma série de estudos e ações de forma a garantir a segurança do suprimento contínuo de energia elétrica em todo o País. Vale destacar, entre esses estudos, o Plano de Ampliações e Reforços da Rede Básica (PAR), o Planejamento da Operação Energética (PEN), o Planejamento da Operação Elétrica (PEL).

Em seu site, o Operador Nacional disponibiliza para a sociedade brasileira um histórico dos resultados da operação, os indicadores de desempenho do SIN, bem como os estudos que realiza para o efetivo cumprimento de sua Missão institucional. Com isto, o ONS sinaliza para a sociedade brasileira um de seus principais valores, importantíssimo para a credibilidade que mantém junto às instituições ligadas, direta ou indiretamente, ao setor elétrico: a transparência.

Missão
Operar o Sistema Interligado Nacional de forma integrada, com transparência, equidade e neutralidade, de modo a garantir a segurança, a continuidade e a economicidade do suprimento de energia elétrica no país.

Visão (2012-2016)
Assegurar o suprimento de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional, ao menor custo, e ampliar o reconhecimento pelos resultados obtidos.

Valores
Comprometimento
Confiança
Equidade
Excelência
Integração
Reconhecimento
Respeito
Transparência

Atribuições
  • Planejamento e programação da operação e o despacho centralizado da geração;
  • Supervisão e coordenação dos centros de operação de sistemas elétricos;
  • Supervisão e controle das interconexões nacionais e internacionais;
  • Administração de serviços de transmissão de energia elétrica e as respectivas condições de acesso, bem como dos serviços ancilares;
  • Proposição de reforços e expansão do sistema de transmissão; e
  • Definição das regras para a operação do sistema de transmissão.

Macrofunções
  • Administração da transmissão
  • Planejamento e programação da operação
  • Operação em Tempo Real